Arquivo mensal: março 2016

Marketing Jurídico: dá para investir na crise?

Por Tatiana Cintra*

Muitos escritórios têm reduzido verbas de forma geral, inclusive diminuindo ou até zerando investimentos na área de marketing e relacionamento com o cliente. E esse é um caminho bem perigoso. Pois, é justamente em momentos de turbulência e dificuldades no mercado, que uma banca deve ter em mente um planejamento sólido de ações para continuar a ter visibilidade junto a possíveis prospects, formas de estreitar laços com parceiros e fidelizar seu corpo de clientes.

O caminho é pensar em um planejamento inteligente, em ações de marketing que possam ser mensuradas, principalmente entender o que seus clientes têm interesse e focar em iniciativas que funcionem, fazendo mais com menos.

Hoje, com as ferramentas que a tecnologia dispõe, ao enviar um comunicado ao seu mailing, postar novidades nas redes sociais ou website, escrever um artigo em blogs e jornais, estamos diante de canais que fornecem relatórios e acompanhamento de leads em tempo real, com dados que indicam o que funciona, o que seu público tem interesse.

Outros canais como a mídia, na concessão de entrevistas e publicação de artigos ou ainda a participação em palestras, são iniciativas que também podem ser medidas, ao se levar em conta público atingido, qualidade desse e retorno posterior, como agendamento de reuniões ou troca de cartões.

A ideia é ter como um dos seus principais pontos, o foco em ações de relacionamento com seu cliente, iniciativas que lhe mantenham em contato permanente e reforcem que a empresa fez bom negócio em contratar o seu escritório como representante jurídico.

Afinal, a propaganda do seu cliente sobre um bom atendimento, a demonstração de bons resultados, a experiência e conhecimento em diversos segmentos, formam um dos conjuntos mais atrativos na venda de uma banca quando uma empresa pretende escolher um escritório.

E ainda que o faturamento seja reduzido nesse ano de crise, o escritório precisa ter como ideal permanente, a previsão de um percentual fixo do faturamento bruto do escritório para ações de marketing.

Considerando o tamanho de cada escritório, cerca de 2 a 2,5% da receita bruta devem ser direcionados para o planejamento de marketing. Percentual que bem aplicado, com ações personalizadas, de acordo com o perfil e perspectivas da banca, geram retorno sempre.

Assim, planeje e faça boas escolhas em conjunto com o marketing, elabore um planejamento inteligente que não perca dinheiro em ações que não são mensuráveis. Quanto mais iniciativas você realizar, mais clientes e receitas você irá trazer.

* Tatiana Cintra é consultora da Markle Comunicação e especialista em Marketing Jurídico. Possui experiência de 7 anos, na gerência de equipe em escritórios de grande porte (full service) em São Paulo e de cerca de 10 anos em ações na área de marketing & comunicação, no setor de serviços, comércio e indústria (B2B e B2C).

Cursou Especialização em Planejamento Estratégico, pela London Business School, em Londres, UK (2013). É bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pela USJT (2002) e Pós Graduada em Comunicação Empresarial, pela FIAM (2009) e em Marketing, pela FAAP – Fundação Álvares Penteado (2012).

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Como produzir conteúdo relevante para seus clientes

A maioria já ouviu falar do marketing de conteúdo, mas poucos questionam porque existe tanto burburinho sobre o tema. Atualmente a produção de conteúdo por escritórios de advocacia e advogados é uma das melhores estratégias para manter os clientes satisfeitos e conquistar novos negócios.

Sem indicação prévia seu potencial cliente não vai buscar pelo nome do escritório ou de um advogado no Google. Ele vai procurar por assuntos jurídicos que possam ajudá-lo a esclarecer questões do dia a dia e ao encontrar informações relevantes publicadas na Internet (mídia, site, redes sociais, blogs, etc.) entrará em contato com o autor do texto ou com o escritório responsável pela produção daquelas informações.

A acirrada concorrência entre as bancas na busca por novos clientes não permite que os escritórios se deem ao luxo de ignorar uma ferramenta de marketing tão valiosa.

Confira abaixo dicas que irão facilitar a busca por temas relevantes e impulsionar a produção de conteúdo do seu escritório.

  • Participe de grupos do LinkedIn

Existem grupos excelentes onde você pode encontrar tendências e novidades área jurídica. Busque por grupos de discussão dentro da sua área de atuação e verifique quais são os assuntos mais comentados. Leia diariamente os updates. Eles podem gerar temas interessantes para a produção de um artigo para o seu site ou blog.

  • Publique informações no Pulse

Originalmente limitado aos influenciadores o aplicativo Pulse (agregador de conteúdo) do LinkedIn foi liberado para os usuários da rede. Agora ele permite que todos compartilhem seus próprios artigos para conquistar maior visibilidade. Os autores que usam o Pulse promovem o compartilhamento de conhecimentos, experiências e habilidades especiais com suas conexões; se posicionam como especialistas sobre um tema específico; desenvolvem sua rede conquistando novas conexões e atraem público para o site ou blog através dos links publicados nos artigos postados.

  • Crie alertas do Google

Serviço gratuito de busca por palavras chave que entrega a informação no seu e-mail. O ideal é configurar os alertas para o envio “quando disponível”. Dessa forma é possível divulgar imediatamente uma novidade da sua área de atuação na tentativa de ser o primeiro a falar sobre o assunto. Também é importante criar alternativas para cada alerta, monitorar notícias na sua cidade e estado, ações judiciais, recursos, processos e particularidades da sua área. Quanto maior o volume de informação recebido, maiores as chances de encontrar assuntos relevantes.

  • Invista em temas populares

Use o Google Analytics para saber quais artigos publicados atraíram a maior quantidade de leitores para o seu site ou blog. Para ter acesso a informação basta instalar o Analytics no site, entrar no relatório detalhamento do conteúdo localizado em Comportamento/Conteúdo do Site. Ao acessar os dados você vai visualizar quais artigos e posts tiveram mais page views. Esses são os assuntos que devem ser explorados novamente.

  • Use o Twitter como fonte de informação

Crie uma conta no Twitter e siga os principais jornais, portais e órgãos jurídicos, publicações e guias relevantes na sua área de atuação, entre outros. Ao invés de perder tempo entrando em vários sites para obter a informação necessária você consegue encontrar o conteúdo desejado ao acessar sua timeline na rede. Seguir seus clientes também é fundamental para obter informações sobre suas atividades e interesses.

Para obter mais informações sobre marketing jurídico siga a página da Markle Comunicação e Marketing Jurídico no LinkedIn.

Também estamos com visual novo! Nosso site foi totalmente repaginado. Faça uma visita e confira: http://www.markle.com.br

Etiquetado , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: