Conheça como funciona a metodologia do Great Place to Work

A busca pelo resultado e pelo sucesso no mercado é o alvo principal de toda corporação que se preze. Empresas esforçam-se de maneira descomunal para atingir o objetivo nunca antes atingido e, ao final do mês, mantêm-se estagnadas apesar de todas as técnicas e ferramentas utilizadas neste processo. Logo surge a preocupação e as perguntas do tipo: — “O que pode ter dado errado?” ou “Onde falhamos?” ou ainda, “será que faltou a mudança de alguns comportamentos durante o processo?”.

Hoje, quero apresentar para vocês como funciona a metodologia do Great Place to Work, uma das principais e mais renomadas instituições que realizam a premiação dos melhores em cada segmento, para que possamos analisar se as áreas avaliadas estão presentes em sua empresa.

A busca pelo resultado e pelo sucesso no mercado é o alvo principal de toda corporação que se preze. Empresas esforçam-se de maneira descomunal para atingir o objetivo nunca antes atingido e, ao final do mês, mantêm-se estagnadas apesar de todas as técnicas e ferramentas utilizadas neste processo. Logo surge a preocupação e as perguntas do tipo: — “O que pode ter dado errado?” ou “Onde falhamos?” ou ainda, “será que faltou a mudança de alguns comportamentos durante o processo?”.

Hoje, quero apresentar para vocês como funciona a metodologia do Great Place to Work, uma das principais e mais renomadas instituições que realizam a premiação dos melhores em cada segmento, para que possamos analisar se as áreas avaliadas estão presentes em sua empresa.

Somente para título de construção do nosso raciocínio, iremos dividir em cinco áreas principais que determinam o nível de confiança de sua empresa.

1 – A Credibilidade – Que determina a maneira como o funcionário vê seu o líder, se ele é aberto a novas ideias e sempre disponível, competente, moral, ético e etc.

2 – O Respeito – Como o profissional sente-se em relação ao tratado recebido por seu líder. Seus colaboradores sentem-se um ser humano ou um simples recurso (ferramenta).

3 – A Imparcialidade – Como seus colaboradores veem as regras de sua empresa, por exemplo: Se entendem claramente as diferenças salariais e as promoções (se é que há plano de carreira em sua empresa).

4 – O Orgulho – Sua equipe apresenta-se orgulhosa do trabalho que cada um realiza (devemos analisar a equipe e a empresa como um todo neste momento).

5 – A Camaradagem – A relação entre os colaboradores, independentemente de nível hierárquico. Existe o sentimento de colaboração e solidariedade?

Uma vez verificadas as áreas que compõem o nível de confiança, vamos avaliar um segundo nível, que se refere às práticas utilizadas na gestão que se divide em nove áreas:

1 – Contratar e receber – Eu chamo de útero, ou seja, onde sua equipe será gerada. As empresas que se destacam no mercado dedicam tempo ao preparo minucioso dos processos de seleção de seus novos profissionais. Procuram pessoas que, além das qualidades e habilidades técnicas necessárias, possuam valores compatíveis com os da sua empresa e que não só demonstre, mas realmente tenham atitudes adequadas à sua cultura da organização.

2 – Inspirar – A maneira como se coloca nas pessoas o sentimento de que são especiais e trabalham para uma instituição especial e única. Seriedade e honestidade aqui são fundamentais. Não venha reclamar que as coisas na sua equipe não vão bem, se a empresa só assina a carteira do seu novo colaborador após três meses, se a composição do salário é pago “por fora” e etc.

3 – Falar – Você fala a verdade? Comunique-se sempre e com muita abertura e sinceridade com seus comandados.

4 – Ouvir – O processo de estar sempre atento ao que os colaboradores têm a dizer. Tem sempre aquela empresa que ouve para cumprir protocolos; tratam, mas muito pouco ou quase nada é colocado em prática. Temos que nos perguntar se somos verdadeiramente abertos para as críticas ou sugestões.

5 – Agradecimento – É importante haver o reconhecimento, seja ele material ou simbólico.

6 – Desenvolver – Sua empresa tem o cuidado de contribuir para desenvolver as pessoas, tanto profissional quanto pessoalmente.

1 – Contratar e receber – Eu chamo de útero, ou seja, onde sua equipe será gerada. As empresas que se destacam no mercado dedicam tempo ao preparo minucioso dos processos de seleção de seus novos profissionais. Procuram pessoas que, além das qualidades e habilidades técnicas necessárias, possuam valores compatíveis com os da sua empresa e que não só demonstre, mas realmente tenham atitudes adequadas à sua cultura da organização.

2 – Inspirar – A maneira como se coloca nas pessoas o sentimento de que são especiais e trabalham para uma instituição especial e única. Seriedade e honestidade aqui são fundamentais. Não venha reclamar que as coisas na sua equipe não vão bem, se a empresa só assina a carteira do seu novo colaborador após três meses, se a composição do salário é pago “por fora” e etc.

3 – Falar – Você fala a verdade? Comunique-se sempre e com muita abertura e sinceridade com seus comandados.

4 – Ouvir – O processo de estar sempre atento ao que os colaboradores têm a dizer. Tem sempre aquela empresa que ouve para cumprir protocolos; tratam, mas muito pouco ou quase nada é colocado em prática. Temos que nos perguntar se somos verdadeiramente abertos para as críticas ou sugestões.

5 – Agradecimento – É importante haver o reconhecimento, seja ele material ou simbólico.

6 – Desenvolver – Sua empresa tem o cuidado de contribuir para desenvolver as pessoas, tanto profissional quanto pessoalmente.

Autor: Fábio Acauhi
Fonte: http://www.acessa.com/negocios/arquivo/vendas/2011/08/23-fabio_acauhi/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: